Receba novidades em seu e-mail
OK
Área do usuário

Tipos de resumo

O resumo integra os chamados textos acadêmicos, classificando-se em três tipos: informativo, indicativo e crítico.

Indicativo, informativo e crítico – esses são os três tipos de resumo
Indicativo, informativo e crítico – esses são os três tipos de resumo

TCC, Monografia, Dissertação, Tese... tais modalidades nos remetem a um contexto voltado para o universo acadêmico, as quais resultam de um trabalho acurado de pesquisa, de métodos de observação, estudo de caso, enfim, dados comparativos. Consideradas como convencionais, de praxe, acima de tudo, muitas vezes dão lugar para discussões acerca de outras, que também se caracterizam como modalidades acadêmicas.

Em termos de recorrência, essa se demarca até mais, quando comparada às modalidades já mencionadas anteriormente – dada a condição de serem requisitadas apenas uma vez, ao término de cada etapa, seja de graduação, seja de pós-graduação. Essa outra, sobre a qual nos propusemos a falar, demarcada pelo resumo, caracteriza-se pelos trabalhos requisitados ao longo do curso, assim como o seminário (gênero oral), a resenha, entre outras. Alguns aspectos, já demarcados por meio do texto “Resumo", já proporcionaram a você o reconhecimento de alguns dos traços que o demarcam, partindo do princípio de que o resumo não se trata de cópia fidedigna das ideias nele abordadas, mas sim de outro texto, ainda mais conciso, mais condensado, mantendo as ideias originais e, sobretudo, as principais. Dessa forma, antes de darmos a conhecer acerca dos tipos que existem, não se descarta a necessidade de enfatizarmos sobre alguns passos que o auxiliarão na construção desse texto, cuja importância torna-se indiscutível. Assim, como procedimento primeiro, ler e compreender as ideias, a mensagem impressa em todo o discurso torna-se fundamental. Realizado esse procedimento, provavelmente uma segunda leitura se fará necessária, cujo intuito é retirar as ideias principais, uma vez contidas em cada segmento, em cada bloco. Ao final de tudo isso, construir um texto de própria autoria do emissor, tendo em vista tudo que foi abordado no texto matriz.

Passando adiante, faz-se necessário tomarmos consciência de que todo texto acadêmico, em termos de padronização, é regido pela ABNT (Associação Brasileira de Normas e Técnicas). A NBR 6028/2003 postula que o resumo pode ser classificado em três tipos: indicativo, informativo ou crítico, os quais são determinados por características específicas, vistas a partir de agora. Assim, o resumo informativo tem por finalidade, como o próprio nome já indica, deixar o leitor informado acerca dos principais pontos destacados no texto, proporcionando a ele a possibilidade de ter uma ideia geral do que se trata. Cabe afirmar então que a consulta ao texto original não é tão necessária assim.
Essa modalidade de resumo é indicada para artigos científicos e artigos acadêmicos de forma geral.

O resumo indicativo, literalmente afirmando, indica somente os pontos relevantes, principais do texto-base, descartando a possibilidade de apresentar dados de natureza qualitativa e quantitativa.  Por essa razão, faz-se necessária a consulta ao texto original. Por fim, temos o resumo crítico que, sem sombra de dúvidas, trata-se de uma análise com base no ponto de vista do emissor acerca das ideias contidas no texto original. Em virtude desse aspecto, juízos de valor são amplamente permitidos – o que lhe concede o nome, também, de resenha crítica.

Por Vânia Maria do Nascimento Duarte




Brasil Escola nas Redes Sociais