Receba novidades em seu e-mail
OK
Área do usuário

Projeto de estágio supervisionado

Projeto de estágio supervisionado, a elaboração do trabalho de estágio, projeto: caminho eficaz para a consecução dos objetivos, definição da área que pretende estudar, projeto de pesquisa científica.

A elaboração do trabalho de estágio segue o mesmo esquema da pesquisa, para isso elabora-se um projeto de forma clara, detalhada e rigorosa. Ao elaborar um projeto o aluno estará traçando um caminho eficaz para a consecução de seus objetivos respondendo, nesse sentido, às perguntas: O quê? Por que? Quando? Onde? Como?

Ao iniciar o estágio é muito importante que o aluno busque uma definição da área a que pretende estudar. Na área de Administração ou Economia há um complexo de atividades intrinsecamente ligadas como Administração Geral, Recursos Humanos, Marketing, Finanças e outras. Na área da Educação como Pedagogia e Letras também existem fatores relevantes a serem estudados como: relação professor/aluno, gestão, coordenação, ensino/aprendizagem, políticas educacionais implementadas e outras.

Após a definição da área, decide-se que tipo de projeto será adotado. O projeto para estágio supervisionado possui características distintas das do projeto de pesquisas científicas e podem ser:

I. de pesquisa aplicada, visando gerar soluções para os problemas, diferentemente da pesquisa científica onde o pesquisador não pode interferir no objeto de pesquisa;
II. de avaliação formativa, com o propósito de melhorar um programa ou plano, acompanhando sua implementação;
III. de proposição de plano, objetivando a apresentação de soluções para problemas já diagnosticados;
IV. de pesquisa-diagnóstico, que é a exploração do ambiente, levando e definindo problemas.

O tipo de estágio será determinado pelo interesse do aluno, além das determinações das organizações, empresa e escola, mas, sobretudo, é necessário ressaltar que é preciso uma postura madura e radical condizente com o profissional que se pretende ser.

Por Marina Cabral da Silva




Brasil Escola nas Redes Sociais