Receba novidades em seu e-mail
OK
Área do usuário

Elementos pré-textuais do texto científico

Os elementos pré-textuais antecedem o texto propriamente dito, constituídos de informações necessárias à identificação do trabalho.

Os elementos pré-textuais antecedem o texto propriamente dito, constituídos de informações necessárias à identificação do trabalho
Os elementos pré-textuais antecedem o texto propriamente dito, constituídos de informações necessárias à identificação do trabalho

Tendo em vista o sentido literal da expressão “pré-textuais”, cabe ressaltar que se trata daqueles elementos que antecedem o texto propriamente dito, sendo esses constituídos de informações necessárias à identificação do trabalho ora em evidência. Nesse sentido, o objetivo do artigo em pauta é deixá-lo (a) bem informado (a) acerca dos pressupostos relativos a esta parte tão importante do seu trabalho.

Lembrando que alguns elementos, consoante às normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas e Técnicas), são obrigatórios, sendo que outros são concebidos como opcionais. Vejamo-los, portanto:

Capa – Considera-se como elemento obrigatório, o qual deve se constituir dos itens relacionados numa ordem sucessiva, evidenciados abaixo:

* Nome da instituição na qual foi realizado o trabalho (de caráter opcional);
* Nome do autor;
* Título e subtítulo (esse segundo, caso haja); 
* Número de volumes, sendo que no caso de haver mais de um, em cada capa deverá constar a identificação do respectivo volume.
* Local (cidade) da instituição na qual o trabalho deverá ser apresentado;
* Ano da entrega.

Vejamos, pois, um exemplo:

A capa se constitui de elementos específicos

Folha de rosto – Elemento também obrigatório, no qual deve conter as informações já evidenciadas na capa, acrescidas das informações essenciais que dizem respeito à origem do trabalho. Observemos um exemplo:

A folha de rosto contém as mesmas informações da capa, acrescida das informações relativas à origem do trabalho

Folha de aprovação– Considerada um elemento obrigatório, localizada logo após a folha de rosto, constituída das seguintes partes:

* Nome do autor;
* Título e subtítulo, caso haja;
* Natureza
* Objetivos 
* Nome da instituição
* Área de concentração
* Data da aprovação
* Nome, titulação, assinatura dos componentes da banca e instituições de que fazem parte.

Eis um modelo representativo:

A folha de aprovação se constitui de elementos específicos

Dedicatória – Tal parte é também considerada opcional, cujo objetivo se destina à homenagem direcionada a pessoas consideradas especiais por parte do autor.

Agradecimento – Idem ao elemento anterior em relação à obrigatoriedade, essa parte se destina ao sentimento de gratidão por parte do autor do texto, endereçada a pessoas as quais são consideradas especiais, importantes para ele.

Epígrafe – Elemento opcional, cujo objetivo é fazer alusão a frases ditas por outrem, tais como um escritor, um filósofo, nas quais o discurso tem semelhança com o apresentado pelo texto.

Resumo em Língua Portuguesa – Elemento de uso obrigatório, consiste em explanar acerca das principais ideias abordadas no texto. Esse deve conter no máximo 250 palavras (aproximadamente 15 linhas).

Resumo em língua estrangeira - Caracteriza-se como um item obrigatório, o qual se destina a visualização por parte de pessoas dominantes de outro idioma.

Lista de abreviações – também opcional, destina-se à exposição sequencial das ilustrações contidas no trabalho, tais como gráficos, tabelas, fotografias, entre outras. Nela deve conter o nome da ilustração e a página em que se encontra.

Lista de abreviações e siglas – De forma opcional, apresenta-se também como um norte conferido ao leitor, no sentido de deixá-lo a par de todos os aspectos nela contidos, como, por exemplo: ABNT – Associação brasileira de Normas e Técnicas.

Sumário – de natureza obrigatória, o sumário tem por objetivo evidenciar o título de cada seção referente ao trabalho, seguido do número da página em que se encontra. Segundo a ABNT, esse se define por "Enumeração das principais divisões, seções e outras partes de um documento, na mesma ordem em que a matéria nele se sucede" (NBR 6027).

Por Vânia Maria do Nascimento Duarte




Brasil Escola nas Redes Sociais